PIB de Indaiatuba dispara em 2013 e sobe 12,9% em comparação com o ano anterior | Guia de Indaia
GUIA COMERCIAL

PIB

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Desenvolvimento divulga o valor do PIB (Produto Interno Bruto) e PIB per capita a Preços Correntes consolidado da cidade relativo ao ano de 2013. De acordo com a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) o município avançou 12,9% e acumulou o valor de R$10.303.802.000,00 e o PIB Per capita ficou em R$47.776 com uma elevação de 10,3% comparando com o ano anterior. Em 2012 o PIB de Indaiatuba foi de R$9.125.781.000,00 e o PIB Per capta foi de R$43.313,00. O PIB é o total dos bens e serviços produzidos pelas unidades produtoras, ou seja, a soma dos valores adicionados acrescida dos impostos, divulgado pela Seade sempre com a defasagem de dois anos. A Participação de Indaiatuba no PIB do Estado de São Paulo em 2013 foi de 0,603189%. Em comparação com a RMC (Região Metropolitana de Campinas) o município ocupa a 4ª colocação ficando à frente as cidades: Campinas, Paulínia e Sumaré. Naquele ano Indaiatuba recebeu 38 novas industrias gerando 573 empregos diretos. As principais que chegaram ao município foram: Bioactive Biomateriais S.A; Kion Soth America e Saertex Tecidos. No total o município tinha 751 indústrias; 3.475 comércios e 5.353 prestadores de serviços. Metodologia A metodologia aplicada com referência 2010 dá continuidade ao projeto de implantação do Sistema de Contas Nacionais - referência 2010. A nova série permitiu a atualização de classificações e conceitos, incorporação de novas fontes de dados e a definição de novas estruturas de referência. A implantação da série referência 2010, em substituição à série referência 2002, foi facilitada pela manutenção dos marcos de referência dos valores correntes, as pesquisas econômicas estruturais anuais do IBGE (Pesquisa Industrial Anual - Empresa, PIA Empresa, a Pesquisa Anual da Indústria da Construção - PAIC, a Pesquisa Anual de Comércio - PAC e a Pesquisa Anual de Serviços - PAS). Entretanto, em relação à série anterior, destacaram-se as seguintes mudanças: Adoção de nova classificação de atividades integradas com a Classificação de Atividades Econômicas - CNAE 2.0; Introdução dos resultados do Censo Agropecuário de 2006, da Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008/2009 e da Pesquisa de Inovação (PINTEC) de 2011; Utilização dos dados da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIPF); Utilização dos dados do Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos - SIAPE; Aperfeiçoamentos metodológicos: revisão do método de estimação do aluguel imputado, e reclassificação da Contribuição ao Programa de Integração Social (PIS); Adoção das recomendações e modificações do manual internacional de Contas Nacionais das Nações Unidas, System of National Accounts SNA 2008, em substituição à versão anterior de 1993 e Implantação do Sistema Integrado de Contas Regionais - SICOR que permite administrar a base dados do sistema com maior segurança.

Notícias Recentes

Passagem de ônibus

Passagem de ônibus

Tarifa de ônibus tem primeiro reajuste depois de ficar três anos congelada

Esporte

Esporte

Prefeitura oferece aulas de capoeira gratuita no Casarão Pau Preto

Cultura

Cultura

Secretaria de Cultura do Estado e Pró-Memória promovem oficina gratuita de dramaturgia

RMC

RMC

Indaiatuba é a segunda cidade da RMC com maior saldo de emprego em 2018

Controle da Dengue

Controle da Dengue

Programa de Controle da Dengue monitora infestação do Aedes Aegypti com armadilhas Ovitrampas

Educação

Educação

Sete unidades escolares passam por reforma para o início do ano letivo