GUIA COMERCIAL

Alimentação

A banana é uma das frutas frescas mais consumidas no Brasil. O país produz cerca de 600 mil toneladas por ano, segundo o Ministério da Agricultura. Popular no mundo todo, barata, fácil de comer e de rápida digestão, ela se destaca como uma importante fonte de energia, vitaminas, minerais, fibras e água que, embora não pareça, chega a 70% da sua composição. Apesar de ser popularmente famosa por evitar câimbras e, por isso, ser considerada a campeã de potássio, já que o nutriente contribui para o relaxamento muscular, duas outras frutas superam a banana neste quesito: o abacate e o tamarindo. O abacate tem 485 miligramas de potássio para cada 100 gramas e a banana, 358 miligramas, segundo mensuração do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA Nutrient Database for Standard Reference). Já o tamarindo tem 443 miligramas do nutriente por 100 gramas, de acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Entretanto, a fruta não deixa de ser uma fonte importante para a reposição deste nutriente. “Uma banana equivale a aproximadamente um comprimido de potássio para uso oral”, afirma Isolda Prado, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran). Segundo ela, outros alimentos ricos em potássio são os vegetais crus, as leguminosas (feijão, lentilha, ervilha etc), castanhas e cereais integrais como a aveia. Auxilia na prevenção de doenças A banana – seja nanica, maçã, prata, ouro, pacova ou de outros tipos - apresenta diversos outros nutrientes benéficos à saúde. “Possui quantidade razoável de fósforo, cálcio, ferro e vitaminas C, A, B1 e B2, além de pequena quantidade de vitaminas D e E. Por causa disso, ajuda a manter as defesas imunológicas do organismo”, afirma a nutricionista Silvia Justina Papini, professora doutora da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” (UNESP). “Também tem o poder de aumentar a sensação de prazer e bem-estar por conter triptofano, um aminoácido que aumenta a secreção da serotonina (neutrotransmissor relacionado ao humor)”, acrescenta. Por conter ferro, auxilia na prevenção e no tratamento da anemia, estimulando a produção de hemoglobina. “Além disso, como contém elevado teor de potássio, mas reduzido em sódio, torna-se perfeita para combater a pressão alta. Tanto que a Food and Drug Administration, agência responsável pelo controle de alimentos e remédios dos Estados Unidos, autorizou a indústria de banana a informar oficialmente a sua habilidade de reduzir o risco de hipertensão e infarto”, relata o médico nutrólogo e clínico geral Edson Credidio, da Nutrosoft. Ele também cita um estudo em que 200 estudantes de uma escola em Twickenham, na Inglaterra, aumentaram sua capacidade mental com a "ajuda da banana no café da manhã, no lanche e no almoço”, já que foi comprovado que frutas com elevado teor de potássio contribuem para o aprendizado e para se manter mais alerta.

Notícias Recentes

Feriado

Feriado

Prefeitura divulga serviços de plantão no dia da Proclamação da República

Trânsito

Trânsito

Confluência da Francisco de Paula Leite com Rua dos Indaiás receberá semáforo

Esportes

Esportes

Área de lazer do Parque Campo Bonito será inaugurada dia 17 de novembro

Transporte Público

Transporte Público

NOTA À POPULAÇÃO SOBRE O TRANSPORTE PÚBLICO

Esportes

Esportes

23º Corrida Cidade de Indaiatuba terá inscrições de 13 a 30 de novembro

Educação

Educação

Rita de Cássia Trasferetti volta para a Secretaria de Educação