GUIA COMERCIAL

ONG

A ONG Bolha de Sabão começou 2013 sem o convênio com o Governo Federal dos Pontos de Cultura. O programa Toda Cultura, agora, aguarda uma possível renovação para um novo convênio com o Ministério da Cultura. A Bolha recebeu verba federal por três anos, entre 2009 e 2012, o que mantinha parte das 19 oficinas que oferece às quase cem crianças assistidas. Sem a subvenção, a entidade depende ainda mais do auxílio de voluntários e doações. Uma das alternativas para a manutenção da instituição em 2013 é a aceitação do projeto Adote um Profissional pelo empresariado local. Com a colaboração de pessoas físicas e jurídicas, a iniciativa pode assumir os gastos com os profissionais exigidos por força de lei, além de possibilitar a ampliação das atividades da entidade, que possui, ainda, alguns projetos culturais com apoio de leis de incentivos fiscais. O colaborador pode optar por cotas mensais de valor mínimo de R$ 500, sem limite máximo de cotas, ou por assumir o salário integral de um profissional. Dessa forma, toda a arrecadação vinda dos eventos, que hoje custeiam os dois profissionais contratados, poderia ser direcionada a outras necessidades da ONG. A entidade começa o ano com 80 crianças assistidas e possibilidade de receber apenas outras 20 ao longo do ano. Isso representa gastos mensais de aproximadamente R$ 50 mil e nenhuma verba fixa para custeá-los. Os interessados no projeto podem entrar em contato pelo telefone (19) 3935-4302. FONTE: TV SOL COMUNIDADE

Notícias Recentes

Passe Bolsa

Passe Bolsa

Formulário do Passe Bolsa já pode ser retirado na Prefeitura

Oficinas Culturais

Oficinas Culturais

Inscrições para as Oficinas Culturais gratuitas acontecem no dia 28 de janeiro

Cultura

Cultura

Cultura abre inscrições para os artistas locais participarem do 26º Maio Musical

Cras

Cras

Cras do Oliveira Camargo realiza programação de férias para as crianças

Crasjovem

Crasjovem

Prefeitura abre inscrições para adolescentes de 15 a 17 anos participarem do Crasjovem

Saúde

Saúde

Projeto 100% saúde ganhará o quarto polo de atividades em fevereiro de 2018