GUIA COMERCIAL

Esportes

Indaiatuba obteve sua melhor classificação histórica no ranking geral de medalhas dos Jogos Abertos do Interior, garantindo o 3º lugar na 77ª edição do evento, disputada pelas equipes de 16 a 25 de outubro em Mogi das Cruzes, com apoio da Secretaria Municipal de Esportes. Com a conquista de vários pódios e redução significativa de tempos, a natação se destacou, garantindo o primeiro lugar tanto no ranking geral da categoria feminina como na masculina, contribuindo com 51 do total de 58 medalhas obtidas, composto por 35 de ouro, 13 de prata e 10 de bronze. Em complemento, o ciclismo levou o 3º lugar no ranking geral feminino e o atletismo subiu cinco vezes ao pódio. O kung fu, apesar de não ser contabilizado no quadro geral de medalhas por ser modalidade extra, também foi bem representado, com dois ouros, uma prata e um bronze. No total, a delegação contou com cerca de 110 participantes entre atletas, comissão técnica e organização. "É um resultado que superou todas as nossas expectativas", destaca o secretário municipal de Esportes Humberto Panzetti. "Não esperávamos esta evolução do time em tão pouco tempo depois que mudamos as diretrizes de participação de atletas de alto rendimento nas competições. Este ano optamos por valorizar os atletas locais e não contratar competidores de fora apenas para grandes provas, que é o que faz mais sentido para nós", explica. "Com isso, reduzimos em torno de 40% o investimento no alto rendimento, valor redirecionado ao esporte de base, que é nosso foco, ampliando a massificação e descentralização da prática esportiva. É uma visão de longo prazo e sabemos que isso leva tempo para gerar frutos, por isso nossa surpresa com esta que foi a melhor classificação histórica de medalhas, ficando apenas atrás de grande concorrentes como Americana e Ribeirão Preto. Quero parabenizar a todos os atletas pela dedicação, bem como aos técnicos e comissão organizadora pelo empenho e trabalho eficiente. Também agradeço ao apoio dos pais dos atletas, da população e da imprensa, que compreenderam as mudanças que adotamos e nos deram a oportunidade de comprovar que estamos no caminho certo". No ranking geral por pontos, Indaiatuba ficou em 17º lugar na segunda divisão, que teve cerca de 180 municípios competindo, se posicionando a frente de cidades tradicionalmente líderes nos Jogos Abertos. "Se observarmos bem, as cidades que se saíram melhor nos Jogos Abertos nesta divisão são aquelas que priorizaram a equipe da casa", aponta o secretário. "Isso ocorreu porque, com a mudança do regulamento que agora permite a livre contratação de atletas de qualquer localidade para disputar em nome dos municípios, houve uma espécie de pulverização nos resultados de medalhas, concentradas antes nas cidades que contavam localmente com os melhores atletas. Isso também causa uma grande variação no desempenho da cidade no alto rendimento, além de dispersar recursos financeiros. Não tenho dúvidas que Indaiatuba está seguindo a estratégia mais efetiva", completa Panzetti. Legenda: da esquerda para a direita, o diretor do Esporte de Alto Rendimento da Secretaria Municipal de Esportes Rafael de Oliveira e Silva, os treinadores de natação Cristian Soldano e Ricardo Watanabe e a fisioterapeuta da delegação indaiatubana Daniela Cristina de Oliveira.

Notícias Recentes

Passe Bolsa

Passe Bolsa

Formulário do Passe Bolsa já pode ser retirado na Prefeitura

Oficinas Culturais

Oficinas Culturais

Inscrições para as Oficinas Culturais gratuitas acontecem no dia 28 de janeiro

Cultura

Cultura

Cultura abre inscrições para os artistas locais participarem do 26º Maio Musical

Cras

Cras

Cras do Oliveira Camargo realiza programação de férias para as crianças

Crasjovem

Crasjovem

Prefeitura abre inscrições para adolescentes de 15 a 17 anos participarem do Crasjovem

Saúde

Saúde

Projeto 100% saúde ganhará o quarto polo de atividades em fevereiro de 2018