GUIA COMERCIAL

Programa Vive

A Prefeitura de Indaiatuba com o objetivo de levar ao conhecimento da população o trabalho realizado com o Programa Viver (Valorizando o Indivíduo e a Vida em Recuperação) instalará no tradicional Circuito 1º de Maio dois estandes com informações sobre a dinâmica de atendimento do Programa. Um dos estandes será a própria Central de Risco para atendimento da população e cadastro de possíveis usuários de drogas. O evento 1º de Maio celebra o Dia do Trabalhador e oferece uma série de atividades esportivas gratuitas no feriado, a partir das 08h. De acordo com o coordenador do Programa Viver, Renato Stochi, a intenção é levar a Central de Risco mais próxima da população. "Nosso objetivo é passar o máximo de informações da funcionalidade do Programa para as pessoas interessadas, além de efetuar o atendimento no local. A Central de Risco estará equipada com capacidade de inserir no sistema possíveis usuários e assim encaminhá-los para as etapas do Programa. Esse atendimento faz parte dos eventos agendados para o Programa Viver", explica Stochi. A ação multidisciplinar contará também com a presença do GOC (Grupo de Operações com Cães) da Guarda Municipal. Além de tirar fotos com a população os cães também vão fazer apresentações. Também no dia 1º de Maio às 14h na Sanfli (Sociedade Amigos do Núcleo Faria Lima), localizada na rua Oreste Mazoni, 199, Vila Brigadeiro faria Lima; o Programa Viver será apresentado para a comunidade em evento organizado pelo Conselho Municipal de Saúde. O encontro destinado para a população moradora do bairro e região também levará em pauta orientações sobre SUS e construção da nova unidade básica de saúde. Estão convidados também todos os conselheiros de saúde e autoridades municipais. PROGRAMA VIVER O programa multidisciplinar é ao mesmo tempo simples, inovador e de grande eficácia, que organiza as iniciativas existentes na comunidade. As ações deixam de ser isoladas. Para toda essa coordenação foi criada a Central de Risco, composta por funcionários qualificados e um software de última geração. Assim que recebe a indicação de uma pessoa vulnerável, ela envia uma equipe treinada do Cras (Centro de Referência de Assistência Social) para referenciar e acolher a família. Com todos os dados em mãos, os profissionais traçam um Plano de Atendimento específico levando em conta o local da residência e projetos existentes no banco de dados. Essa pessoa é convidada a participar desse Plano. Mensalmente ela é acompanhada para avaliação, revisão e alterações no programa, até seu desligamento ou necessidade de outras intervenções. O Programa Viver foi estruturado sobre cinco premissas básicas: proteger crianças e adolescentes que não estão envolvidos com as drogas; recuperar os iniciantes, que devem ser reintegrados à vida produtiva e saudável; trabalhar a drogatização considerando a necessidade de recuperar dependentes químicos como missão da sociedade; combater com ações permanentes e enérgicas o traficante e o fornecedor de entorpecentes e participar. O sucesso do programa está diretamente vinculado à participação de toda a sociedade. A Central de Risco já pode ser acionada pelo número 3875-6600. O horário de funcionamento é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Notícias Recentes

Feriado

Feriado

Prefeitura divulga serviços de plantão no dia da Proclamação da República

Trânsito

Trânsito

Confluência da Francisco de Paula Leite com Rua dos Indaiás receberá semáforo

Esportes

Esportes

Área de lazer do Parque Campo Bonito será inaugurada dia 17 de novembro

Transporte Público

Transporte Público

NOTA À POPULAÇÃO SOBRE O TRANSPORTE PÚBLICO

Esportes

Esportes

23º Corrida Cidade de Indaiatuba terá inscrições de 13 a 30 de novembro

Educação

Educação

Rita de Cássia Trasferetti volta para a Secretaria de Educação