Secretaria de Saúde alerta para perigos da dengue e febre chinkungunya | Guia de Indaia
GUIA COMERCIAL

Saúde

A Secretaria de Saúde, por intermédio do Programa de Controle da Dengue, alerta a população para a necessidade em prevenir a proliferação do mosquito transmissor da dengue. As pessoas devem ficar atentas, principalmente nesta época do ano, quando viajam para outras localidades, que estão com transmissão de Dengue e Febre Chikungunya. As pessoas devem pesquisar a local para onde viajarão e ter a consciência quanto à prevenção destas doenças. Também atenção caso apresentem os sintomas durante a viagem ou no retorno. A sugestão é procurar uma Unidade de Saúde para atendimento e não tomar medicamentos sem orientação médica. É importante informar ao profissional de saúde a localidade onde esteve nos últimos 14 dias. O coordenador do Programa de Combater a Dengue, Odenir Sanssão Pivetta, explicou que é o inicio da estação chuvosa e quente, que acelera o metabolismo do ciclo de vida do ovo até o mosquito adulto (alado) concluindo em apenas sete dias, diferente da época em que as temperaturas são mais amenas que o ciclo demora de 10 a 15 dias. "Nossa orientação para as pessoas que forem viajar é não deixar objetos nos quintais que possam acumular água de chuvas. Quanto aos imóveis que possuem piscinas fixas, os proprietários devem solicitar aos parentes ou pessoas de confiança para tratarem as piscinas com cloro semanalmente. Também alertamos para que os animais de estimação não devem ficar abandonados no imóvel. Eles devem ficar na casa de parentes, cuidadores especializados como hotéis para cães e gatos. A água deve ser trocada diariamente e lavar o bebedouro do animal com bucha e visitá-los em dois períodos diários para alimentação e limpeza de fezes, a orientação também vale para outros animais como pássaros. Pivetta alerta os munícipes que receberão familiares e amigos de outras cidades, Estados e países. "Caso estes visitantes apresentem algum sintoma e que reside ou tenha viajado nos últimos 14 dias para áreas onde esteja ocorrendo transmissão de dengue que tenha presença de Aedes aegypti acompanhe estes a Unidade de Saúde mais próxima para atendimento médico. Os sintomas são: febre, usualmente entre dois e sete dias, apresente duas ou mais das seguintes manifestações: náuseas, vômitos, dor muscular, dores nas juntas articulares, dor de cabeça, dor atrás do olhos, manchas vermelhas pelos corpo,". Indaiatuba notificou em 2014, 234 casos confirmados de dengue e 25 estão aguardando resultados.

Notícias Recentes

Passagem de ônibus

Passagem de ônibus

Tarifa de ônibus tem primeiro reajuste depois de ficar três anos congelada

Esporte

Esporte

Prefeitura oferece aulas de capoeira gratuita no Casarão Pau Preto

Cultura

Cultura

Secretaria de Cultura do Estado e Pró-Memória promovem oficina gratuita de dramaturgia

RMC

RMC

Indaiatuba é a segunda cidade da RMC com maior saldo de emprego em 2018

Controle da Dengue

Controle da Dengue

Programa de Controle da Dengue monitora infestação do Aedes Aegypti com armadilhas Ovitrampas

Educação

Educação

Sete unidades escolares passam por reforma para o início do ano letivo