GUIA COMERCIAL

Habitação

A alvenaria de 90% dos 2.048 apartamentos em construção no Parque Campo Bonito está pronta, e dos 10% restante deve ser concluída em fevereiro. As 802 casas populares estão 100% com alvenaria até a laje. Os dois projetos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal são realizados em parceria com a Prefeitura de Indaiatuba, que é responsável pelo cadastramento e triagem das famílias beneficiadas. A construção dos apartamentos foi iniciada no final de março e das casas, no final de julho de 2014, com previsão de conclusão entre 18 e 22 meses. No canteiro de obras da HM Empreendimentos e Construções, que é responsável pela construção dos apartamentos, com a conclusão dos serviços de alvenaria em alguns blocos os operários da obra já trabalham no revestimento da fachada e na estrutura de telhado e cobertura, conforme explicou o engenheiro responsável pela obra, Márcio Jiardini. Os apartamentos comporão oito condomínios. A obra das casas do Campo Bonito está sob o comando da Construtora Jacitara, Todos os platôs e fundações estão 100% concluídos e com alvenaria até a laje; 200 casas estão com telhado; em outras 150 iniciaram a instalação de portas e janelas, e 120 unidades estão com reboco externo e gesso liso. "Na parte de infraestrutura do empreendimento, cerca de 90% das galerias pluviais e de esgoto estão prontos", avisa o engenheiro civil responsável pela obra, Weslley Pinheiro. O PROJETO O projeto habitacional do Parque Campo Bonito, localizado no bairro Buru, foi lançado pelo prefeito Reinaldo Nogueira em outubro de 2013. O local com área de 646.516,49 mil metros quadrados terá 2.048 apartamentos populares da faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida; 802 casas da faixa 2 do PMCMV e 462 lotes mistos (comercial e residencial) na última etapa do empreendimento habitacional. A área dos apartamentos é de propriedade da HM Engenharia e Construções S.A, do grupo da Construtora Camargo e Correia, que firmou parcerias com os governos municipal, estadual e federal para a realização do empreendimento. O projeto desenvolvido por Indaiatuba será usado pelo Ministério das Cidades e pela Caixa Econômica Federal como modelo padrão a ser aplicado no Brasil. De acordo com o projeto, os apartamentos serão direcionados para famílias cadastradas na Secretaria de Habitação da Prefeitura de Indaiatuba com renda mensal de até R$ 1.600,00. O valor total é de R$ 96 mil por unidade, sendo R$ 76 mil subsidiados pelo Ministério das Cidades e R$ 20 mil pelo programa Casa Paulista do Governo do Estado de São Paulo. Os beneficiados pagarão o correspondente a 5% do seu rendimento ao mês no período de 10 anos, com parcela no mínimo de R$ 25 e máximo de R$ 80. Os imóveis terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, sendo 51,41 metros quadrados de área privativa mais uma vaga de garagem. Todas as unidades serão adaptáveis e entregues com piso cerâmico. Os apartamentos serão divididos em oito condomínios com portaria, centro de convivência e lixeira sendo 120 blocos com térreo mais três andares e 48 vagas para visitantes. As casas do projeto serão destinadas para famílias também já cadastradas na Prefeitura com renda entre R$ 1.600,00 e R$ 5 mil. O valor inicial será de R$ 120 mil, sendo R$ 24 mil subsidiados pela Caixa e o restante, R$ 96 mil, financiados pela mesma. Os proprietários terão até 35 anos para pagar. Atendendo às exigências de qualidade do Minha Casa Minha Vida, como contrapartida a Prefeitura irá investir em obras de infraestrutura nos empreendimentos, que inclui pavimentação de ruas, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e disponibilidade de acesso ao transporte público. Os moradores ainda contarão com uma Emeb (Escola Municipal de Ensino Básico) e uma Creche, construídas com recursos correspondentes a 6% do empreendimento dos apartamentos; uma UBS (Unidade Básica de Saúde) e um Centro Comunitário, para os quais o Executivo Municipal deverá buscar verbas para a construção.

Notícias Recentes

Passe Bolsa

Passe Bolsa

Formulário do Passe Bolsa já pode ser retirado na Prefeitura

Oficinas Culturais

Oficinas Culturais

Inscrições para as Oficinas Culturais gratuitas acontecem no dia 28 de janeiro

Cultura

Cultura

Cultura abre inscrições para os artistas locais participarem do 26º Maio Musical

Cras

Cras

Cras do Oliveira Camargo realiza programação de férias para as crianças

Crasjovem

Crasjovem

Prefeitura abre inscrições para adolescentes de 15 a 17 anos participarem do Crasjovem

Saúde

Saúde

Projeto 100% saúde ganhará o quarto polo de atividades em fevereiro de 2018