GUIA COMERCIAL

Recadastramento Imobiliário

A Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia dá continuidade ao trabalho de recadastramento imobiliário que será feito em todos os bairros da cidade. O objetivo é conferir as metragens de imóveis que não estão em conformidade com as plantas registradas na Prefeitura, imóveis que ainda não têm o Habite-se e corrigir os valores lançados no IPTU (Imposto Predial, Territorial e Urbano) do município. Desde novembro do ano passado, quando a Engenharia montou uma equipe exclusivamente para o serviço, já foram conferidas as medidas de aproximadamente 2 mil imóveis. O secretário da Engenharia, Sandro Lopes Coral, informou que a equipe que faz as medições está devidamente identificada por crachá e qualquer dúvida, o contribuinte poderá ligar para o Departamento de Cadastro Imobiliário da Engenharia, nos telefones 3834-9165 ou 3834-9201, e confirmar a identidade dos funcionários. Nesta semana, a equipe trabalha na região do Parque São Lourenço, que inclui a Vila Homero, Jardim São Paulo, Jardim Novo Horizonte e Castelo Branco. O trabalho começou pela região do Jardim Paulista, passou pelo bairro João Pioli, Jardim Regina, Esplanada, Jardim do Vale, Jardim Aquarius, Guanabara, Vila Maria Helena, Vila Maria, Camargo Andrade, entre outros. Em janeiro de 2014 os fiscais da Engenharia já haviam feito esse mesmo trabalho em todos os condomínios do município. Coral explica que o trabalho consiste basicamente na conferência das medidas externas do imóvel, do contorno da casa, e que não há necessidade de medições na parte interna. "O nosso pessoal trabalha com um mapa da quadra, no qual estão disponíveis esboços de todas as construções daquele quarteirão, para que possam fazer as comparações visuais antes mesmo de confirmarem as metragens", justifica. As medições que confirmarem a diferença com o atual cadastro serão lançadas no próximo carnê de IPTU, em 2016. Para reforçar o trabalho de atualização dos imóveis, o Setor de Geoprocessamento da Engenharia também dá andamento ao trabalho de levantamento fotográfico urbano. O serviço foi iniciado em janeiro e deve ser concluído nos próximos meses, com a captação de fotos frontais e também fotos aéreas dos imóveis localizados em áreas urbanas. As bases são atualizadas a cada dois anos e, além do Departamento de Cadastro Imobiliário, os softwares de geoprocessamento auxiliam os setores de atendimento em diversas secretarias, na criação de mapas temáticos nas secretarias de Saúde, Defesa, Educação e Desenvolvimento, entre outras, e até mesmo como ferramenta de atendimento a ocorrências pela Guarda Civil.

Notícias Recentes

26º Maio Musical

26º Maio Musical

Ainda dá tempo para trocar ingresso do show de Sá & Guarabyra no Maio Musical

Saúde

Saúde

Prefeitura promove capacitação para iniciar plano de reduzir gravidez na adolescência

Esportes

Esportes

Indaiatuba conquista 27 pódios na 2ª Copa Regional Ricardo Alves

Esportes

Esportes

Indaiatuba está nas semifinais da série ouro da Copa Record de Futsal

BPC Deficiente

BPC Deficiente

Beneficiários do BPC Deficiente devem se inscrever no Cadastro Único até dezembro de 2018

Funssol

Funssol

Funssol realiza bazar do Dia Mães de 3 a 11 de maio na Prefeitura