GUIA COMERCIAL

Programa Viver

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio do Programa Viver, apoia a apresentação teatral AGORA que será exibida nos dias 3 e 4 de agosto, às 20h, no Ciaei (Centro Integrado de Apoio a Educação de Indaiatuba) com os incentivos do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet e com patrocínio do GoodBom. A peça tem direção de Marcos Caruso e texto de José Scavazini, é a segunda da bem-sucedida trilogia iniciada com AINDA, em cartaz há sete anos. Após cada sessão haverá um bate papo com a plateia, com profissionais que atuam na área de dependência química. Os ingressos são gratuitos mediante reserva no telefone (11) 5531-4409 ou pelo e-mail producoesmcg@gmail.com. "Um ato de amor que conclama o espectador a refletir sobre atitudes que podem ajudar na reinserção de um dependente químico à vida", assim define o autor José Scavazini. O resultado da direção de Marcos Caruso apresenta um espetáculo ágil, com pouquíssimos elementos cênicos, em contraponto a uma estética que se utiliza de telas e projeções, transformando o palco numa zona de confinamento real e, ao mesmo tempo, lúdica. Enquanto AINDA mostra a descoberta da dependência de um jovem usuário de drogas e a revelação para a família, AGORA enfoca um estágio mais avançado que é o tratamento. Os questionamentos envolvem fatos recentes do cotidiano, que crescem de forma inesperada sem que haja tempo de ajuizar sobre eles. Em cena, quatro dependentes químicos convivem numa comunidade terapêutica de recuperação. Ribeiro (Carlos Mariano), 50 anos, está há três meses internado, por conta do uso de crack; Toni (Ailton Rosa), 30 anos, é usuário de cocaína, está na clínica há 20 dias; Flavinho (Carlos de Niggro), 27 anos, foi internado há uma semana por conta do uso de maconha; e Gil (José Scavazini), 52 anos, acaba de chegar à clínica: é alcoólatra. Todos são colocados em situações de desespero e agonia, confinados, revelando dores, fragilidades e a dificuldade em lidar com a abstinência. AGORA é o segundo espetáculo da trilogia iniciada com AINDA, que estreou em 2007 e permanece em atividade durante sete anos, levando para o palco um dos temas que mais aflige a sociedade contemporânea: o comportamento, uso e abuso de substâncias químicas, álcool e outras drogas. Faz parte de um projeto de cidadão que realiza ações sólidas, compartilhadas com inúmeras autoridades da área de prevenção e combate ao uso da droga. O terceiro texto, em fase de elaboração, receberá o titulo de DEPOIS e, deverá mostrar a dificuldade para um dependente químico se manter limpo e a reinserção social. O texto, fruto de um trabalho de pesquisa realizado durante sete anos por Scavazini, não aponta ou sugere um modelo ideal para o tratamento dos dependentes químicos, mas mergulha no grito do ser humano preso nos limites de si mesmo. No elenco, além do próprio Scavazini, estão os atores Carlos Mariano, Ailton Rosa e Carlos de Niggro. "Inúmeras pessoas e famílias repensaram suas trajetórias a partir do espetáculo. Espero que estejamos abrindo portas e janelas para aqueles que estão ou poderão vir a ficar sem saída", comenta Caruso. "Colhemos um material muito vasto e significativo. Não é nada fácil transpor este conteúdo para uma peça de teatro. Acredito que, neste sentido, AGORA tem intenção de provocar debates e atitudes, principalmente das autoridades, para que tenham um maior comprometimento sobre a questão da dependência química", completa Scavazini.

Notícias Recentes

Degustador de Vinho

Degustador de Vinho

Fiec realiza curso de Degustador de Vinho em parceria com Icif, Brancotinto e Green House

Aprendiz

Aprendiz

V Fórum da Lei do Aprendiz acontece no dia 23 de agosto

Oficina

Oficina

Inscrições para Oficina da Escola do Patrimônio que acontece no dia 26 está aberta

Firjan

Firjan

Indaiatuba é terceira do Estado de São Paulo no Índice Firjan de Gestão Fiscal

Fiec

Fiec

5ª Feijoada da Fiec será realizada em setembro

Audiência

Audiência

Prefeitura realiza Audiência Pública sobre Plano Plurianual